Anac garante empresa no negócio de aeroportos

A diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil trabalha para fazer da Empresa Brasileira de Projetos vencedora da disputa para elaborar os editais de licitação na privatização da gestão de aeroportos. A EBP pertence a oito bancos associados ao BNDES. O diretor-geral da Anac, Marcelo Guaranys, emplacou na Superintendência de Regulação Econômica a amiga Danielle Creme, para cuidar de tudo. A dupla foi subordinada no Ministério da Fazenda ao chefe da EBP, Elcio Tokeshi.

Vai que é sua

A EBP deve vencer licitação para elaboração dos editais de concessão de aeroportos, e para começo de conversa deve faturar R$ 16 milhões.

Extrato aéreo 

Os sócios do BNDES são Banco do Brasil, Banco Espírito Santo, Banco Votorantim, Bradesco, Citibank, Itaú, Santander e Unibanco.

Sem continência 

A entrada de Danielle, na terça (20), não foi bem recebida por militares. Guaranys tem dito que a preferência pela EBP vem da Casa Civil.

Presentão 

O governo tira os aeroportos da Infraero e põe dinheiro do BNDES nas reformas, dando a concessão de presente aos banqueiros amigos.