Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Mudanças climáticas ameaçam economia dos EUA e do mundo

Jornal do Brasil

As mudanças climáticas já afetam a economia dos Estados Unidos e do mundo, e isto piorará se não forem estabelecidas mais ações drásticas para deter as emissões de gases de efeito estufa, diz um relatório de uma agência do governo americano divulgado nesta sexta-feira.

"Até o fim deste século, as perdas anuais nos Estados Unidos devido às mudanças climáticas poderão atingir centenas de bilhões de dólares", adverte a última edição da Avaliação Nacional do Clima.

"Sem esforços sustentados e substanciais de adaptação e mitigação em nível global e regional, as mudanças climáticas causarão perdas de crescimento à infraestrutura e propriedade americanas, e impactarão sobre a taxa de crescimento econômico durante este século", aponta o texto.

"Os impactos das mudanças climáticas, além das nossas fronteiras, afetarão de maneira crescente nosso comércio exterior e nossa economia, incluindo os preços das importações e exportações, e os negócios americanos com operações fora do país".

Realizada por mais de 300 pesquisadores, a quarta Avaliação Nacional do Clima, Volume II, é um relatório exigido pelo Congresso.

David Easterling, um responsável científico da Agência Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), declarou que os cientistas encontraram "provas claras e irrefutáveis de que a temperatura global média é muito mais alta e está aumentando mais rápido do que jamais visto na civilização moderna". "E esta tendência ao aquecimento só pode ser explicada pelas atividades humanas, incluindo as emissões de gases do efeito estufa na atmosfera".

O nível do mar segue subindo e os eventos extremos como chuvas torrenciais e inundações ocorrem com cada vez mais frequência no planeta, o que terá "repercussões nos setores econômicos", destacou Easterling, advertindo sobre os "danos significativos para a economia dos Estados Unidos".

No ano passado, o presidente americano, Donald Trump, rejeitou o relatório, e esta semana parece ter confundido o tempo com o clima ao tuitar: "Brutal e ampla onda de frio poderá superar TODOS OS RECORDES - O que aconteceu com o aquecimento global?"