Jornal do Brasil

Ciência e Tecnologia

Armas de 15.000 anos atrás são encontradas na América do Norte

Jornal do Brasil

Uma equipe de pesquisadores da Universidade do Texas A&M descobriu as armas mais antigas já encontradas na América do Norte: pontas de lança de 15.000 anos atrás.

A descoberta, publicada na revista Science Advances, levantou muitas perguntas sobre a chegada dos primeiros seres humanos ao continente.

O professor de antropologia e diretor do Centro para o Estudo dos Primeiros Americanos, Michael Waters, e seus colegas informaram ao Phys.org que as pontas de lança foram descobertas em um sítio arqueológico a 65 quilômetros a noroeste de Austin, no Texas, e medem entre 7,62 e 10 centímetros de comprimento.

 

"Não há dúvida de que estas armas eram usadas para caça na região naquela época", destacou Waters, enfatizando que a descoberta é importante devido ao fato de praticamente todos os locais pré-históricos possuírem ferramentas de pedra, "mas pontas de lança ainda não tinham sido encontradas".

"Estas pontas de lança foram encontradas debaixo de uma camada com pontas de projéteis das culturas Clóvis e Folsom. A cultura Clóvis é datada entre 13.000 a 12.700 anos atrás e Folsom é posterior", explicou Waters.

Segundo o antropólogo, o sonho sempre foi encontrar artefatos pré-Clóvis.

Clóvis é o nome dado às ferramentas fabricadas por aqueles que habitaram o continente americano há cerca de 13.000 anos. A ponta de Clovis é uma arma em forma de lança feita de pedra que foi encontrada no Texas e em outras partes dos Estados Unidos e no norte do México. As armas foram criadas para caçar animais como mamutes e mastodontes.

"Esta descoberta amplia nossa compreensão das primeiras pessoas que exploraram e habitaram a América do Norte", explicou Waters.



Recomendadas para você