Nave Soyuz acoplada à ISS tem vazamento de oxigênio

Um vazamento de oxigênio, devido a uma microfissura causada por um meteorito, ocorreu em uma espaçonave Soyuz acoplada à Estação Espacial Internacional (ISS), mas sem risco para a tripulação - anunciou a agência espacial russa Roskosmos nesta quinta-feira (30).

"Tivemos uma situação de emergência na ISS hoje à noite: um vazamento de oxigênio e uma queda na pressão. Medidas foram tomadas (...) e a tripulação americana se reuniu no segmento russo", indicou o diretor da Roskosmos, Dmitri Rogozin, citado pela agência Ria Novosti.

O vazamento foi provavelmente causado pelo impacto de um micrometeorito, de acordo com Rogozin.

Rogozin acrescentou que "nada ameaça a vida e a segurança da tripulação".

Estão a bordo da ISS desde 21 de março os astronautas americanos Drew Feustel e Richard Arnold e o cosmonauta russo Oleg Artemiev.

A eles se juntaram em 8 de junho o russo Serguei Prokopiev, a americana Serena Auñón-Chanceler e o alemão Alexander Gerst.

 

pop/nm/ia/me/mb/mr/tt