Jornal do Brasil

Ciência e Tec

Misterioso clarão verde no espaço é capturado pela NASA

Jornal do Brasil

Recentemente, a NASA captou explosões de luz de raios X de cor azul e verde brilhante no espaço.

O episódio ocorreu durante a observação da galáxia dos Fogos de Artifício (NGC 6946), e a luz desapareceu dez dias depois, o que gerou muitas dúvidas.

Segundo a NASA, um estudo recentemente finalizado indica que o brilho foi denominado de ULX-4, pois é o quarto a ser detectado na galáxia em questão.


Um evento energético abrupto e raro do apropriadamente chamado de galáxia dos Fogos de Artifício (NGC 6946) foi capturado pela NuSTAR.

Entretanto, a luz desapareceu dez dias depois de ser observada, impulsionando cientistas a defender que se tratava de uma supernova.

"Um período semelhante implica um tempo realmente curto para que possa aparecer um objeto tão brilhante", citou a cientista Hannah Earnshaw.

Pesquisadores acreditam que a luz resultaria de um buraco negro que estaria consumindo outro corpo celeste, que poderia ser uma estrela. A hipótese foi considerada já que os restos do corpo celeste, que foi localizado em uma órbita próxima ao buraco negro, estariam se movendo rapidamente, ao mesmo tempo em que a temperatura é elevada, emitindo raios X.

Contudo, outras teorias não foram descartadas, como a que o ULX-4 tenha se originado em uma estrela de nêutrons.

Como acontece com buracos negros, estes tipos de estrelas geram destroços que emitem luzes enquanto se movem.

A descoberta, além disso, será utilizada pelos cientistas para "saber mais sobre o acúmulo de matéria nestas estrelas ou buracos negros", afirmou Earnshaw.