Saiba a importância de cuidar da saúde de seus olhos

10 de julho é comemorado o Dia Mundial da Saúde Ocular

O planeta está precisando de uma visão melhor. Pelo menos é o que comprovam os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), apontando que, atualmente, 4,5 bilhões de pessoas em todo o mundo possuem algum problema de visão, sendo que algo em torno de 56% não tem acesso à correção. No Brasil, cerca de 30 milhões de pessoas se encontram nessa situação. Esse cenário torna-se ainda mais preocupante visto que 272 bilhões de dólares são perdidos anualmente no mundo em produtividade devido à não correção, de acordo com o Vision Impact Institute. No mês em que se comemora o Dia Mundial da Saúde Ocular (10/07), o membro da Sociedade Brasileira de Oftalmologia e consultor do Instituto Varilux da Visão, Dr. Marcus Sáfady, faz um alerta: todos, sem restrição de idade, devem fazer algum tipo de prevenção para evitar problemas com os olhos. “Os cuidados devem ser tomados desde o nascimento até a idade adulta. No recém nascido, por exemplo, é importante que seja realizado o teste do reflexo vermelho, o popularmente chamado “teste do olhinho”, explica Sáfady.

Para se ter ideia, através do exame de vista é possível diagnosticar patologias, como tumores, acidentes vasculares, diabetes, entre outras. Para esses casos existem exames específicos – é claro – mas, um simples exame de fundo de olho pode ajudar também a identificar, precocemente, esses e outros problemas.  “São muitos os sinais que podem ser observados em uma consulta oftalmológica, como por exemplo, alterações no reflexo das pupilas  que podem significar doenças neurológicas; olhos saltados e inchaço são clássicos indícios de distúrbios da tireóide; o olho seco pode apontar disfunções hormonais,  Síndrome de Sjogren, doença reumática crônica etc”, explica Sáfady.

É recomendável que todos incorporem os exames oftalmológicos em suas rotinas, mas os diabéticos precisam estar ainda mais atentos. “A diabetes quando chega a quadros avançados pode causar a perda completa de visão”, explica Sáfady, acrescentando que, muitas doenças são silenciosas e, na maioria das vezes, o paciente só descobre a gravidade quando já não pode mais controlá-las, como por exemplo, no glaucoma. Por isso, a importância de um exame periódico com um médico oftalmologista. 

Cuidado em todas as fases da vida

Nos primeiros anos de vida, é importante que os pais observem se os filhos possuem desvios nos olhos ou atitudes que possam evidenciar a dificuldade de visão, por exemplo, o hábito que algumas crianças possuem de aproximar o livro dos olhos, ver televisão muito de perto, confundir o “0” com o “8”, o “M” com o “N” etc. Já na idade adulta, deve ser feito o exame oftalmológico sempre que o paciente detectar algum sintoma estranho ou tiver qualquer incômodo nos olhos. “É importante que a consulta com um oftalmologista seja feita com frequência, principalmente, para aqueles que estão na faixa dos 40 anos. Nessa idade a realização de consultas de rotina é extremamente importante, pois nessa fase será realizado o exame de fundo de olho e a medição da pressão intra-ocular. Ambos são fundamentais para a prevenção precoce do glaucoma, além de outras patologias”, alerta o médico.

Tecnologia x saúde visual

Ficar sem acessar as mensagens do celular, e-mails, redes sociais ou até assistir televisão, mesmo que por poucas horas, é para muitos uma missão quase impossível. Em verdade, com o advento das novas tecnologias, cada vez mais exigimos dos nossos olhos, ficando por muito mais tempo diante das mais variadas telas, com luminosidades distintas. Além disso, esses aparelhos emitem a Luz Azul-Violeta que está presente na luz artificial de todos esses equipamentos e contribui para o desenvolvimento de doenças oculares, como a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

Para que os usuários passem mais tempo conectados sem prejudicarem a saúde dos olhos, existe hoje lente de óculos, para os que necessitam ou não de correção visual, que proporcionam conforto visual diante das mais variadas telas e filtram justamente essa luz nociva presente, deixando passar assim somente a luz essencial, a chamada Luz Azul-Turquesa (96%), que ajuda a prevenir o envelhecimento dos olhos, preservando as funções visuais (percepção de cores) e não visuais (relógio biológico).