Terceiro americano infectado com ebola chega aos EUA

Especialistas vêm analisando se o sangue dos sobreviventes poderia ser usado no tratamento da doença

O terceiro missionário norte-americano infectado com ebola na África Ocidental voltou para os Estados Unidos para começar tratamento no Centro Médico de Nebraska. Além disso, especialistas vêm analisando se o sangue dos sobreviventes poderia ser usado no tratamento da doença. As informações são da agência APe da Reuters.

Dr. Rick Sacra, que contraiu Ebola enquanto trabalhava na Libéria, chegou ao hospital com sede em Omaha nesta sexta-feira para começar o tratamento em uma unidade especial de assistência ao paciente, local de tratamento para pacientes com doenças altamente infecciosas.

Sacra, de 51 anos, é o mais recente agente do grupo de ajuda religiosa SIM EUA a ser infectado com o vírus que matou mais de 1.900 pessoas.

Enquanto isso, especialistas analisam se a cura para a doença não poderia ser encontrada no sangue dos pacientes que foram curados. O tratamento seria possível através da utilização dos anticorpos encontrados no sangue. A hipótese foi levantada em uma reunião de dois dias que começou nesta quinta-feira, em Genebra. 

Ainda não existem medicamentos licenciados ou vacinas oficiais para a doença. Os Estados Unidos já fazem testes humanos com possíveis vacinas e o Japão anunciou que também tem pesquisas adiantadas que poderiam ser usadas. 

Na reunião, além de avaliar medicamentos e vacinas, a OMS pretende discutir questões éticas, legais e regulamentares sobre as recentes pesquisas que envolvem a cura ou neutralização do vírus ebola.