iPhone 5S é mais difícil de consertar que iPhone 5 e Galaxy S4

O novo iPhone 5S, que começou a ser vendido na sexta-feira, é mais difícil de consertar do que seu antecessor, o iPhone 5. Segundo o site iFixit, que desmonta aparelhos recém-lançados para descobrir quais são e como são montados os componentes dos dispositivos, o novo iPhone recebeu uma nota 6 (de um máximo de 10) na facilidade para conserto. O iPhone 5 tinha recebdio uma nota 7, enquanto o principal concorrente, o Galaxy S4, tem uma nota 8.

O novo iPhone é mais complicado que os demais aparelhos para consertar em grande parte por causa do Touch ID, sistema de leitura de impressão digital localizado no botão Home. Segundo o iFixit, a fraca ligação entre o scanner de digitais e a porta Lightning adiciona "um pequeno elemento de perigo" no processo de reparação.

Esta não é a única preocupação quanto ao scanner de digitais. "Nós nos preocupamos o quanto a cobertura de cristar de safira pode proteger o sensor da degradação do tempo, como acontece com a maioria dos sensores. Pode se tornar uma bomba relógio", disse o site.

Outro elemento que dificulta o conserto do iPhone 5S é a bateria. A nova bateria, maior que a do sucessor iPhone 5, está colada no aparelho.