Número de unidades ambientais criadas no governo Dilma é o menor em 20 anos     

A presidente Dilma Rousseff travou a criação de Unidades de Conservação (UCs), uma das principais ferramentas públicas para a proteção do meio ambiente. Em dois anos e meio de governo, foram criadas apenas duas áreas federais protegidas, o número mais baixo em cerca de 20 anos. Desde a redemocratização, só um presidente decretou menos áreas do que ela - Itamar Franco, responsável por uma unidade. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo levantamento inédito da ONG Instituto Socioambiental, há ao menos 14 processos montados pelo Instituto Chico Mendes, órgão federal responsável pelas unidades. Funcionários do instituto afirmam que faltam força política à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e interesse pelo tema à presidente, que desde sua passagem pelo Ministério de Minas e Energia vê nas UCs barreiras à exploração hidrelétrica e mineral do interior do País. O Ministério do Meio Ambiente negou que o governo tenha travado a criação de UCs e defendeu o procedimento adotado pelo governo.