New York Times denuncia atividade de coleta de DNA nos Estados Unidos

O jornal norte-americano The New York Times informou hoje que centenas de milhares de cidadãos dos Estados Unidos, suspeitos de realizar atividades criminais ou subversivas e também vítimas inocentes de crimes, poderiam ser fichados para sempre graças ao seu DNA conservado em dezenas de laboratórios das agências de polícia locais. 

Segundo o jornal, a coleta do DNA, até pouco tempo atrás de competência exclusiva do Escritório Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês) está sendo realizada por um numero crescente de agências de polícia em todo o território americano. 

Uma decisão da Suprema Corte norte-americana autorizou essa atividade, mas somente em relação a pessoas presas por graves crimes. Entretanto, salienta o New York Times, o DNA de outras pessoas, até mesmo de vítimas de crimes, está sendo conservado.