Observatório astronômico mais potente do mundo é inaugurado no Chile

Inauguração foi acompanhada pelo presidente do Chile e autoridades de diversos países

Grande Conjunto de Radiotelescópios do Atacama (Alma, na sigla em inglês), o mais potente observatório astronômico do mundo, foi inaugurado nesta quarta-feira na Planície Chajnantor, a mais de 5 mil metros de altura, no norte do Chile.

Com 66 antenas que podem operar em uníssono, o Alma foi inaugurado em uma cerimônia que contou com a presença do presidente chileno Sebastián Piñera e autoridades de diversos países.

Após mais de uma década de construção, em um empreendimento conjunto de Estados Unidos, Europa e Japão, o Alma está destinado a investigar a origem do universo e da vida. "O Alma é como um grande telescópio de 16 km de diâmetro", disse o diretor do observatório, Mattheus de Graauw, ao inaugurar o complexo astronômico, localizado nas proximidades da cidade turística de San Pedro do Atacama, em pleno deserto do Atacama.

Por sua capacidade para chegar às zonas mais remotas, escuras e frias do universo, ao captar longitudes de ondas milimétricas e submilimétricas invisíveis a olho nu e a outros instrumentos ópticos, o Alma é considerado o observatório mais potente atualmente em funções.

O observatório mostrará pormenores nunca antes analisados sobre a formação de estrelas, galáxias bebês no universo primordial e planetas em formação em torno de sóis distantes. Descobrirá e medirá também a distribuição de moléculas - muitas delas essenciais à vida - que se formam no espaço entre as estrelas.