Dilma: Brasil possui tecnologia social mais avançada no planeta

Ao anunciar um aporte extra que promete zerar a pobreza extrema entre cadastrados no Brasil sem Miséria, a presidente Dilma Rousseff fez críticas às "correntes de pensamento conservador", que na avaliação dela levam o mundo ao caminho de crise econômica. Segundo a presidente, o Brasil possui a tecnologia social mais avançada no planeta.

"Só pode celebrar um feito dessa magnitude um país que teve a capacidade e a competência de construir a tecnologia social mais avançada do mundo. Porque um país só pode retirar 36 milhões de pessoas da miséria com um programa como o Bolsa Família", afirmou Dilma, classificando o ato de injeção de recursos no programa social como o mais simbólico em seu mandato.

Segundo a presidente há registros hoje, com a crise econômica internacional, de "surgimento de pessoas em situação de extrema precariedade e países que até então eram líderes em questão de bem estar social". Nesta terça-feira, governo anuncia para 2013 um volume de recursos de R$ 773 milhões para que 2,5 milhões de pessoas cadastradas em programas sociais saiam da faixa de renda per capta inferior a R$ 70, considerada por especialistas como a linha da extrema pobreza.

Em seu discurso, Dilma apontou a iniciativa como ideia inovadora e condenou correntes conservadoras de pensamento. "É por isso que as correntes de pensamento conservador, aquelas mesmas que empurram o mundo para a corrente da crise, insistem em não entender o brasileiro e a originalidade do nosso modelo. Sem dúvida, seria importante e necessário que refletissem sobre os atos que realizamos aqui hoje para nos entenderem", disse.

Às vésperas do aniversário de 10 anos do PT no comando da República, a presidente reiterou por diversas vezes que o programa é marca do seu antecessor: Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo Dilma, antes da gestão Lula, a área de desenvolvimento social era amparada apenas por "programas precários que até então existiam".