Mais de 60% das grávidas não tiveram direito a acompanhante no parto

Segundo reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo desta segunda, 64% das 54 mil mulheres entrevistadas pela ouvidoria da Rede Cegonha relataram que não tiveram direito ao acompanhante na hora do parto. 

Com isso, hospitais do SUS em todo o país estariam descumprindo a lei federal que garante às gestantes o direito de ter um acompanhante antes, durante e depois do parto. O levantamento aponta ainda que 56,7% delas afirmam que o acesso ao acompanhante foi proibido pelo serviço de saúde e só 15,3% relataram não conhecer esse direito.

Os números demonstram que, apesar de estar em vigor desde 2005, a lei é descumprida por decisões das próprias unidades de saúde e pouco por desconhecimento da gestante. O periódico usa como exemplo o Estado de São Paulo, onde o mesmo problema foi constatado. No último ano, 11.919 mulheres foram ouvidas e 49,7% delas (5.921) afirmaram não ter tido permissão para ter um acompanhante.