Obras de Van Gogh podem ser danificadas por iluminação de LED

O amarelo de Van Gogh é como o azul de Kandinskij e o dourado de Klimt: uma cor vital, símbolo do trabalho do artista. O amarelo predomina em um muitos dos trabalhos do pintor holandês e um possível "escurecimento" da cor em um processo de alteração certamente seria uma ferida para a história da arte. Mas é isso que pode acontecer se os museus onde suas obras estão expostas continuarem utilizando iluminação de LED.

Segundo informações do jornal italiano La Repubblica, esse tipo de iluminação, até hoje considerado muito seguro e, por isso, instalado em museus e galerias de arte no mundo inteiro, pode provocar transformações no pigmento amarelo que caracteriza as obras de Van Gogh. 

Quem fez o aviso foi um grupo internacionacional de cinetistas, em uma pesquisa publicada na revista Analytical Chemistry. O estudo foi baseado em uma série de pinturas de Van Gogh provenientes de museus holandeses e franceses, realizadas entre 1887 e 1890, ano da morte do pintor. De acordo com os testes, o amarelo exposto durante muito tempo à iluminação de LED pode escurecer, aproximando-se do marrom ou do verde oliva.