Viagra combate a flacidez e queima gordura; diz estudo

Além de ajudar no desempenho sexual, o viagra também pode ter outro efeito que beneficia os homens: o combate a flacidez e a perda de gordura. Pesquisadores descobriram que o medicamento converte as indesejáveis células de gordura branca em gordura bege, que queima calorias em vez de armazená-las na cintura. As informações são do Daily Mail. 

De acordo com  Alexandre Pfeifer, líder do estudo publicado no Journal of the Federation of American Societies for Experimental Biology, o viagra reduz o risco de doenças ligadas a obesidade. “Ele não é capaz de minimizar os problemas de ereção, mas também diminuir as chances de ganho excessivo de peso”, disse. 

Pfeifer e sua equipe analisaram o efeito do remédio em células de gordura de ratos, que se mostraram resistentes à obesidade mesmo quando alimentados com uma dieta rica em gordura. O teste durou sete dias. 

Como o viagra impediu que as células de gordura branca aumentassem, pesquisadores concluíram que ele pode reduzir problemas crônicos, como doenças cardíacas, câncer e diabetes. 

 Segundo estudos recentes, o corpo tem três tipos de gordura: branca, marrom e bege. Enquanto a gordura branca transforma calorias em células adiposas, a gordura marrom trabalha na queima calorias para produzir calor e evitar queda de temperatura do corpo. Assim como a segunda, a gordura bege também tem a função de queimar as calorias indesejáveis. 

Ainda assim, os efeitos do viagra só podem ser comprovados com estudos adicionais. "Estamos em fase de pesquisa básica, e todos os estudos foram realizados exclusivamente em ratos", acrescentou Pfeifer.