Jato de matéria tem 2 trilhões de vezes mais energia que o Sol

Astrônomos descobriram um jato de matéria disparado por um quasar com o equivalente a 2 trilhões de vezes a energia liberada pelo Sol. Essa erupção espacial, a mais poderosa já observada, teve cinco vezes mais energia do que qualquer outra observada. O estudo foi divulgado nesta quarta-feira pelo Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês).

Os quasares são centros de galáxias distantes muito luminosos e alimentados por enormes buracos negros. Os astrônomos utilizaram o telescópio VLT, do ESO, para observar um desses objetos, chamado de SDSS J1106+1939. Apesar de serem conhecidos por absorver material, os buracos negros também aceleram alguma matéria ao redor deles e as ejeta depois a altas velocidades.

"Descobrimos o jato de quasar mais energético conhecido até hoje. A taxa à qual a energia é dissipada por esta enorme massa de material ejetado a altas velocidades pelo SDSS J1106+1939 é, pelo menos, equivalente a 2 trilhões de vezes a energia liberada pelo Sol. Isto é cerca de 100 vezes mais do que a energia total liberada pela galáxia da Via Láctea - é, de fato, um jato monstruoso", diz o chefe da equipe Nahum Arav, do Instituto Politécnico da Virgínia (Virginia Tech, EUA). "Esta é a primeira vez que um jato de quasar mostra ter as altas energias previstas pela teoria."

Simulações teóricas indicam que esses jatos podem resolver vários enigmas cosmológicos: como a massa de uma galáxia é afetada pelo buraco negro central, porque existem tão poucas galáxias muito grandes no universo, entre outros.