EUA: vencedor de concurso de comer insetos morreu por asfixia

Quase dois meses após um homem ter morrido logo após vencer um concurso comendo baratas e vermes, um relatório apontou a causa da morte, no balneário de Deerfield Beach, no Estado americano da Flórida. Segundo a autópsia, Eddie Archbold, 32 anos, morreu de asfixia "devido ao choque e à aspiração de partes gástricas", ou seja, "partes de corpos de artrópodes".

O resultado dos exames contraria algumas especulações de que Archbold pudesse ser alérgico aos animais que ele engoliu às pressas. O homem comeu 35 lagartas, cerca de 60 g de minhocas e um número desconhecido de baratas para ganhar uma exótica cobra píton fêmea Ivora Ball de US$ 850 (quase R$ 1,8 mil).

Archbold estava bem o suficiente para aceitar o prêmio, mas logo começou a vomitar e desmaiou. Ele morreu a caminho de um hospital. O homem havia entrado no concurso para ganhar a cobra píton para um amigo.

Todos os outros competidores disseram que se sentiram bem após o concurso. "Se você pensar nisso, são só invertebrados - não diferentes de camarões ou caranguejos", disse Matthew Karwacki, 26 anos, que participou do concurso ao Miami Herald. "Se você os pegasse em cestas em Maryland, as pessoas colocariam tempero e os devorariam", afirmou.