Erosão de áreas costeiras é subestimada, afirma Unesco 

Um novo estudo da Unesco afirma que os litorais podem estar desaparecendo duas vezes mais rápido do que se imaginava, principalmente em regiões de enseadas. Cientistas já haviam concluído que as mudanças climáticas e o aquecimento global derreteria parte da massa dos polos, fazendo subir o nível dos mares, e erodindo litorais em todo o mundo.

A Unesco destaca que um modelo de projeção mais preciso, desenvolvido pelo cientista Rosh Ranasinghe, leva a resultados "mais ameaçadores." A novidade já foi testada em duas regiões costeiras, no Vietnam e na Austrália.

Segundo a agência da ONU, os resultados mostraram que a erosão dessas áreas litorâneas estava sendo "subestimada". A nova projeção permite cálculos mais precisos e rápidos e leva em consideração mudanças no índice de chuvas e outras consequências das mudanças climáticas.

A Unesco espera que novas previsões ajudem no planejamento urbano e na gestão de áreas costeiras, já que cientistas continuam estudando a erosão dos litorais.