Rioluz encaminha 175 mil lâmpadas para reciclagem

Cerca de 175 mil lâmpadas fluorescentes usadas na iluminação pública da cidade do Rio de Janeiro foram encaminhadas para descontaminação e reciclagem no mês de agosto. As lâmpadas foram entregues pela RioLuz à Apliquim Brasil Recicle, empresa especializada em coleta e tratamento desse tipo de resíduo. 

"O objetivo é garantir o descarte ecológico das lâmpadas após seu uso, evitando a deposição em aterros ou a incineração desse tipo de resíduo, procedimentos que geram poluição, desperdício de recursos naturais e riscos para a saúde da população", destaca o diretor da Apliquim Brasil Recicle, Eduardo Sebben.

Através do processamento realizado pela Apliquim Brasil Recicle, os diversos componentes, como o pó fosfórico, o vidro e o alumínio, são descontaminados e podem ser reaproveitados na fabricação de outros produtos. Além disso, o mercúrio - metal tóxico presente nas lâmpadas e nocivo ao meio ambiente e à saúde humana - é recuperado em seu estado líquido elementar e também reciclado.

A iniciativa da RioLuz atende às diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que determina o tratamento e a reciclagem das lâmpadas fluorescentes.