Tribunal japonês diz que Samsung não violou patente da Apple 

Uma semana após sofrer uma derrota arrasadora nos Estados Unidos, a Samsung conseguiu uma vitória nesta sexta-feira contra a rival Apple. Um tribunal de Tóquio decidiu que a empresa sul-coreana não violou patente da gigante americana.

Na semana passada, os nove jurados de uma corte californiana decidiram que a Samsung deve pagar mais de US$ 1 bilhão à Apple por infração de patentes, enquanto a Apple nada deve à Samsung.

A empresa sul-coreana celebrou a decisão, uma dentre tantas que devem ocorrer pelo mundo, de que sua tecnologia de transferência de conteúdos de computadores para smartphones e tablets não infringe a patente da Apple.

O advogado da Apple presente no tribunal não quis comentar o resultado, e ainda não está claro se a companhia irá recorrer da decisão. Em uma sessão rápida, o juiz Tamotsu Shoji afirmou que não pensa que a Samsung tenha utilizado tecnologia da Apple e rejeitou o processo, aberto pela fabricante do iPhone em agosto do ano passado.

Essa decisão preliminar, anunciada antes de o tribunal pronunciar um veredicto final sobre o caso, se refere a uma das duas patentes pelas quais a Apple levou a Samsung a julgamento. Por enquanto, não foi tomada nenhuma decisão sobre a segunda patente pela qual a Apple processa a Samsung, referente à tecnologia "bounce-back" - quando o conteúdo de um documento ou de uma imagem "pula" na tela para indicar que termina ali.