Google lança mapa para rastrear comércio de armas no mundo 

O Google lançou um projeto que mapeia a transferência de armas e munição de pequeno porte entre vários países do mundo. Dados informados por governos às Nações Unidas e também obtidos de maneira independente abastecem o mapa, que revela o valor financeiro (em dólares) exportado e importado por cada país no comércio de armas, o tipo de material bélico comercializado e os países de origem e destino.

O mapa foi produzido como parte do Google Ideas e conta com o apoio do Instituto Igarapé, um think-tank brasileiro. Os dados foram obtidos a partir do Instituto para Pesquisa da Paz de Oslo (PRIO, na sigla em inglês). O projeto organiza relatórios de mais de 1 milhão de pontos no mundo para mapear o comércio - e tráfico - de armamentos leves e munições em 250 estados e territórios globais entre 1992 e 2000.

O projeto deixa claro que não pode fazer uma avaliação precisa do comércio de armas porque não tem acesso a todos os dados das transferências no mundo - legais ou ilegais. Países militarmente fechados como China, Coreia do Norte e Irã, informam muito pouco sobre compra e venda de material bélico.