Usuários do Facebook podem declarar se querem doar órgãos 

Internautas que possuem conta no Facebook já possuem a opção de adicionar ao perfil se são doadores de órgãos. A partir da tarde desta segunda-feira, o novo dado poderá ser incluído na linha do tempo, como um evento cotidiano, assim como datas como nascimento, casamento ou mudança de cidade. A exemplo de fotografias, o usuário poderá restringir a informação ao grupo que deseja compartilhar a informação (família, amigos, amigos dos amigos ou qualquer pessoa).

"A gente está lançando uma nova funcionalidade do Facebook para contribuir para que milhões de pessoas possam declarar sua intenção", disse o vice-presidente do Facebook para América Latina, Alexandre Hohagen. "As pessoas, de maneira muito simples, podem declarar sua intenção de ser doador de órgãos. Isso vai ajudar a tornar essa intenção muito clara para a família e para os amigos", acrescentou.

A novidade é fruto de uma parceria entre o ministério da Saúde e o Facebook. Hoje, no Brasil, a rede social já possui mais de 37 milhões de contas pessoais. A ferramenta já está disponível para internautas que têm conta nos Estados Unidos e Grã-Bretanha desde maio deste ano.

Segundo a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos, a decisão da família em doar órgãos ou não é baseada na declaração do indivíduo ainda em vida. "Sempre que a família diz não (ao transplante) é porque o indivíduo não declarou em vida se queria ser doador ou não", disse o presidente da entidade, José Osmar Pestana.

O ministro da saúde, Alexandre Padilha, acredita que a nova ferramenta poderá criar "uma nova onda positiva" para que as pessoas cada vez mais exponha sua intenção sobre doação de órgãos. "Acreditamos que essa iniciativa vai aumentar ainda mais o número de doadores. Facilita para que qualquer indivíduo deixe clara sua opção, registre em vida", declarou.

Para incluir a informação, é necessário que o usuário abra a página inicial da sua linha do tempo, clique na opção "Evento cotidiano", selecione a opção "Saúde e bem-estar" e clique em "Doador de órgãos". Ao final, o internauta poderá ainda selecionar seu público antes de salvar a alteração.

Balanço de doação de órgãos

Nos primeiros quatro meses deste ano, foram realizados 7.993 procedimentos de transplante. O que representa um aumento de 37% em comparação com o primeiro quadrimestre de 2011. O ministério destaca um aumento significativo nas regiões Norte de Centro-Oeste, com aumento de 109% e 100% respectivamente.

Com os números, o Brasil já superou a meta de 13 transplantes para cada 1 milhão de habitantes, estabelecida para o fim do ano que vem. No primeiro quadrimestre, o índice é de 13,6 doadores por milhão.