Instagram proíbe fotos de automutilação e estímulo a suicídio

O Instagram anunciou na sexta-feira novas regras que devem ser aplicadas pelos usuários na hora de hospedar uma foto pelo aplicativo. "De hoje em diante, nós não vamos permitir contas, imagens ou hashtags dedicadas a glorificar, promover ou encorajar a automutilação", lê-se no comunicado do blog oficial do Instagram.

Além disso, outras situações como a glorificação de distúrbios alimentares também estão proibidas. As buscas por expressões que façam alusão à magreza excessiva como padrão de beleza, à bulimia ou à anorexia não poderão ser feitas.

Outra diretriz do Instagram concerne à proibição de contas ou usuários que encoragem outros a se cortarem ou a cometer suicídio. Caso a companhia encontre uma dessas situações na conta pessoal de um usuário, ela será cancelada imediatamente sem aviso prévio.

O Instagram faz uma ressalva, no entanto. "É importante dizer que essa nova política não se extende a contas criadas para a discussão construtiva ou à documentação de experiências pessoais cuja intenção é a recuperação ou a discussão aberta".

Para que a nova política funciona, a companhia pede a ajuda de outros usuários para que eles marquem e denunciam casos que, a partir de agora, aconteçam contra as regras do Instagram.