Lixo é jogado em local inadequado por 23,7% das cidades de SP 

Relatório divulgado pela Cetesb nesta segunda-feira aponta que 153 dos municípios de São Paulo (23,7% dentre os 645 totais) destinam seus resíduos sólidos domiciliares de forma inadequada. Os números resultam de nova proposta de classificação do governo do Estado para enquadramento do Índice de Qualidade de Aterro de Resíduos (IQR).

Os critérios a serem substituídos, que incluem uma classificação que deve ser suprimida ("controlado"), indicam situação inadequada em apenas 23 cidades, todas do interior do Estado. 

Pelo critério até aqui vigente, segundo a Cetesb, o número de municípios operando em condições adequadas em 2011 corresponde a percentual 15 vezes maior do que o observado em 1997, ano em que foi divulgado o primeiro relatório estadual.

Ao longo de 2011, foram emitidas 497 advertências e 228 multas. Nove aterros foram interditados. A quantidade de resíduos sólidos dispostos adequadamente passou de 10,9% do total gerado em 1997 para 82,8% em 2011. O novo índice deverá ser utilizado na composição do Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Domiciliares relativo ao ano de 2012.