EUA têm tratamento eficaz contra mielofibrose 

Os pacientes com mielofibrose tratados com o medicamento ruxolitinib, o primeiro tratamento autorizado nos Estados Unidos, viram seus sintomas diminuírem e sua taxa de mortalidade reduzir 50%, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira.

Os resultados deste teste clínico levaram a Administração de Alimentos e Medicamentos americana (FDA, da sigla em inglês) a aprovar em novembro a venda de ruxolitinib, cujo nome comercial é Jakafi, do laboratório Incyte Corp.

O Jafaki bloqueia uma proteína (a tirosina JAK2) e é destinado aos doentes que apresentam estado avançado ou intermediário da doença, que se caracteriza por uma superprodução de glóbulos vermelhos e brancos pela medula óssea.

Para este ensaio, cujos resultados serão publicados pelo New England Journal of Medicine em 1 de março, pesquisadores do Centro Anderson de Houston (Texas, sul) e da Clínica Maio de Scottdale (Arizona, sudoeste), acompanharam mais de 300 doentes divididos em 89 centros de cuidados americanos.

O teste mostra que o fármaco ruxolitinib "é claramente mais eficaz para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos doentes que tudo o que podíamos oferecer anteriormente", afirmou o médico Jason Gotlib, professor adjunto de medicina da Universidade de Stanford (Califórnia, oeste) e autor do estudo.

Uma experiência similar realizada na Europa mostrou que o ruxolitinib era o melhor tratamento para reduzir o inchaço do baço e os outros sintomas desta doença, como a febre.

Cerca de 46% dos pacientes do estudo tratados com este medicamento melhoraram, frente a 5% do grupo que se tratou com placebo.

A terapia permite uma redução de 50% da mortalidade dos doentes no final de um ano, explica Gotlib, que afirma que ainda não são conhecidos os efeitos de longo prazo.

"O ruxolitinib não cura a doença", diz, mas "suas vantagens clínicas são significativas e substanciais, e permitem que diversis pacientes realizem atividades normais".

A mielofibrose afeta 30.000 pessoas a cada ano nos Estados Unidos.