TV digital permitirá buscar empregos e agendar consultas no SUS 

Ao explicar o tipo de interatividade que a TV digital vai permitir no Brasil, exemplos comuns são acessar conta bancária ou obter informações extras sobre os programas que estão passando. Mas o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) está desenvolvendo para o governo uma série de aplicativos de cunho social, entre eles um que vai permitir a marcação de consultas no SUS e outro que vai listar vagas de emprego com possibilidade de consulta por cidade e área de atuação, segundo a Folha de S. Paulo

Os apps foram testados no estado de São Paulo e vão inicialmente funcionar com o canal estatal Empresa Brasil de Comunicação (EBC) - mas serão abertos e poderão ser usados por outras emissoras.

A intenção do CPqD e do governo seria ilustrar os parâmetros que canais públicos e comerciais podem usar para seus aplicativos interativos. Embora nenhuma empresa privada vá ser, a princípio, obrigada a desenvolver apps para as TV digitais, a administração pública espera que o aumento do número de televisores com tecnologia para interatividade seja estímulo para que as companhia tomem a iniciativa por si mesmas, segundo a Folha de S. Paulo. Até final de 2013, 75% das televisões fabricadas no País deverão ter o Ginga, middleware necessário à interatividade.