Programadora desde os 13 anos, mais bela campuseira de 2012 é ex-modelo

A analista de qualidade Denise Cordeiro da Silva é prova viva de que as mulheres podem, sim, tomar espaços que ainda hoje são dominados pelos homens. Escolhida a campuseira mais gata da Campus Party Brasil 2012, a geek paulistana de 22 anos trabalha em uma fabricante de softwares e programa páginas web desde os 13 anos.

Campuseira de primeira viagem, a paulista era uma entre as 2,1 mil mulheres no evento e ficou instalada na área de Segurança e Redes da Campus Party, buscando o crescimento profissional. "Em questão de conteúdo, foi bem bacana. Eu vim para agregar conteúdo, o que é muito importante, principalmente para quem trabalha com tecnologia", diz. Ela é responsável pela homologação de softwares ERP, programas que integram todos os dados de uma empresa. Isso significa que a qualidade dos softwares e identificação de bugs ficam por conta da campuseira, que realiza todos os testes antes que o produto chegue ao mercado.

Em um setor historicamente dominado pelos homens, Denise vê essa realidade mudando desde os tempos da faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. "As mulheres estão ganhando muito espaço, você vê mais meninas na faculdade. A Campus é prova disso, já se vê mais mulheres por aqui", afirma. Segundo ela, a situação vem melhorando principalmente na análise de qualidade. "É mais fácil ver mulheres nessa área. Precisa de uma atenção nos detalhes muito maior, qualidade em que as mulheres são melhores", avalia.

Precoce

Foi a curiosidade que levou Denise para a área de tecnologia. Quando a febre dos blogs surgiu, lá pelo começo dos anos 2000, ela se interessou pela possibilidade de ter um site só dela. "Comecei a ver códigos fonte de outros blogs para montar o meu e comecei a programar", relembra. Ela já teve blogs de sucesso em um momento de ascensão da internet no País: uma página de encomenda de gifs animados. "Eu tinha um formulário em que o usuário descrevia como queria o gif e enviava de graça. Chegava a receber 200 pedidos por dia", afirma.

Entre os 14 e os 17 anos, Denise chegou a fazer um curso de webdesign com o irmão gêmeo. "Mas como eu tinha aprendido a programar sozinha, ficava impaciente por aprender de novo o que já sabia fazer", diz. Denise bloga até hoje. Entre um projeto e outro, mantém desde 2009 o Lovely Planet, onde mostra novidades do mundo feminino.

Denise, que namora um analista de web, começou a campanha no Twitter logo depois que a enquete para escolha da mais bela campuseira foi ao ar, mas a beleza não é seu principal foco. "Tirei algumas fotos quando tinha 14 anos, e ainda hoje sou convidada para fotografar de vez em quando. Mas a vida de modelo é muito instável, e eu gosto de rotina, de chegar em casa e ter minhas coisas", conta a campuseira, para quem se aperfeiçoar na área de tecnologia é a maior prioridade.