EUA: Justiça processa Facebook por publicidade com usuários

Uma lei da Califórnia, nos Estados Unidos, pode pôr fim, ou pelo menos atrapalhar, a receita de publicidade do Facebook. Segundo o Financial Times, uma lei da Califórnia que dá aos cidadãos comuns o mesmo direito das celebridades de controlar como seus nomes e imagens são usados comercialmente vai contra a publicidade da rede social que apresenta aos usuários produtos que seus amigos "Curtiram". 

Um juiz federal negou o pedido do Facebook para rejeitar o processo aberto pela Justiça da Califórnia.

O caso, que representa dezenas de milhões de usuários do Facebook, diz respeito às "Histórias patrocinadas", publicidades que aparecem em muitas páginas informando aos usuários que amigos gostaram do que na rede social. Tal tipo de publicidade entrou em vigor em janeiro deste ano e têm sido um sucesso entre os anunciantes, de acordo com executivos do Facebook citado pelos FT.

O caso ainda está numa fase inicial, mas a juíza distrital Lucy Koh já disse que os usuários podem ter direito a uma parte das receitas geradas com esse tipo de publicidade. Ainda de acordo com ela, é importante lembrar que os usuários nunca foram perguntados se autorizavam o uso de seus nomes nessas "Histórias patrocinadas" e nem tem ideia de quantas vezes seus nomes foram utilizados.