Mercadante assina contrato de projeto de computação em nuvem

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Aloizio Mercadante, assinou contrato com a empresa chinesa Huawei, que vai doar e manter os equipamentos do projeto de computação em nuvem (cloud computing) da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). O projeto pretende difundir e desenvolver tecnologias digitais nas áreas remotas do país.

O contrato prevê a doação de equipamentos com grande capacidade de armazenamento de dados, que vão formar dois datacenters (centro de dados), em Recife e Manaus. "Na área de tecnologia da informação, a Huawei está trazendo uma grande oportunidade. A computação em nuvem é uma das fronteiras de inovação e de avanço da tecnologia de massa. Isso é fundamental para os consumidores, para o interesse das empresas e das pessoas que utilizam a internet. Mas é, também, uma área muito promissora de pesquisa, de inovação e de desafios tecnológicos", explicou o ministro Aloizio Mercadante.

Recife foi escolhida para receber um dos datacenters por ser um polo de desenvolvimento na Região Nordeste, que tem 29% da população do país, mas responde por apenas 13% do Produto Interno Bruto (PIB). E, também, por causa da Universidade Federal de Pernambuco, que desenvolve projetos de pesquisa no setor de tecnologia da informação (TI). "É um centro de excelência na área de TI e nós precisamos de um centro de excelência para suportar e participar ativamente desse esforço de pesquisa", disse.

Sobre o datacenter de Manaus, ele explicou que a tendência da indústria de TI, instalada na Zona Franca, é gerar cada vez mais empregos com o desenvolvimento de programas de computador (softwares) e jogos eletrônicos. "Precisamos gerar desenvolvimento para 25 milhões de pessoas que vivem na Amazônia, mas que impeça o desmatamento e preserve os recursos estratégicos que nós temos. E com uma indústria limpa, uma indústria de serviços, como é a parte de software, como serão os serviços de computação em nuvem".

A expectativa é que os centros de dados sejam instalados até março de 2012, mas ainda não há orçamento para a implantação. A computação em nuvem é uma tendência mundial, pois transfere para servidores virtuais (na "nuvem" da grande rede mundial de computadores) arquivos que, até agora, eram guardados em servidores físicos do próprio usuário. Com o cloud computing, o usuário pode ter acesso aos seus arquivos de dados em qualquer lugar do mundo.

O acordo foi proposto durante a visita da presidenta Dilma Rousseff à China, em abril. Segundo o presidente da Huawei na América Latina, Patrick Zhang Shunmao, a parceria com o governo brasileiro é um passo importante para o desenvolvimento da rede de ensino superior nas regiões mais carentes do país.