China não quer interferência dos EUA no uso da internet

O governo chinês manifestou nesta quinta-feira oposição a que o uso da internet sirva como argumento para "interferência" em seus assuntos internos, depois que Washington anunciou ter solicitado esclarecimentos sobre as restrições da rede na China.

"Nos opomos a que a liberdade de internet sirva de desculpa para intromissão nos assuntos internos de outros países", declarou a porta-voz da diplomacia chinesa, Jian Yu.

"O governo chinês estimula e apoia ativamente a internet e protege, por sua vez, a liberdade de expressão dos cidadãos", completou a porta-voz, apesar do governo de Pequim considerar a rede muito livre para seus padrões.

A China controla um sistema de censura da internet conhecido como "Great Firewall", um jogo de palavras em inglês com "Grande Muralha" ("Great Wall") e o dispositivo de segurança na rede ("firewall").