Anticoncepcionais podem alterar a memória, dizem pesquisadores

Mulheres sob o uso de contraceptivos como as pílulas anticoncepcionais podem experienciar mudanças na memória, afirmam cientistas. De acordo com um novo estudo de pesquisadores da UCI, a habilidade de lembrar dos pontos principais de eventos ligados à emoção melhora, enquanto mulheres que não usam os contraceptivos absorvem melhor os detalhes.

“O que é mais estimulante sobre esse estudo é que ele mostra que o uso do anticoncpcional hormonal altera a memória”, afirmou Shawn Nielsen, uma das integrantes do estudo. “Há poucos estudos que examinam os efeitos cognitivos da pílula, e mais de cem milhões de mulheres que o usam ao redor do mundo”.

Ainda assim, a pesquisadora ressaltou que as medicações não prejudicam a memória. “É uma mudança no tipo de informação que a memória retém, não um déficit”.

De acordo com Nielsen, as mudanças fazem sentido, uma vez que as pílulas suprimem hormônios sexuais como o estrogenio e a progesterona para previnir a gravidez. Estes hormônios estão ligados à memória do lado esquerdo de cérebro.

“O fato de que mulheres que usam o contraceptivo oral se recordam de elementos diferentes de uma mesma história nos mostra como o estrogênio influenciam em como elas se lembram de eventos ligados à emoção”, afirmou Pauline Maki, professora de psiquiatria da Universidade de Illinois, em Chicago, EUA.