Realizado no México o primeiro reimplante de rosto

Cirurgiões mexicanos conseguiram reimplantar boa parte do rosto de um menino, arrancado parcialmente por um cão na cidade mexicana de Monterrey (norte), no primeiro reimplante facial realizado no México, informou esta terça-feira o Instituto de Seguro Social (estatal).

"Este é o primeiro reimplante de rosto realizado com êxito no país, estamos muito orgulhosos da nossa equipe de profissionais e da recuperação do pequeno Raúl Carrizalez", disse à AFP Juan Francisco Salazar, porta-voz do Instituto no estado de Nuevo León.

O menino, de 7 anos, morador da região metropolitana de Monterrey, foi mordido em 26 de junho passado por um cão da raça Pitbull, que arrancou grande parte da porção inferior do seu rosto.

Um vigia do bairro onde mora o menor presenciou o ataque, recuperou a parte do rosto do menino arrancada pelo cachorro, a colocou em uma bolsa de plástico e depois em um contêiner com água e gelo, graças ao que pôde ser preservado e reimplantado de imediato.

O menor teve reconstruídos 90% do lábio superior, 60% do lábio inferior e 50% da bochecha esquerda em uma cirurgia que levou cerca de seis horas e da qual participaram dois cirurgiões gerais, dois cirurgiões plásticos, duas enfermeiras e um anestesista, acrescentou Salazar.

"O passo seguinte é a reabilitação para que volte a ter sensibilidade e movimentos na face", explicou o porta-voz.

Os médicos ligaram vasos sanguíneos e artérias de menos de um milímetro de espessura. O maior risco era a ocorrência de uma infecção ou uma artéria obstruída, mas nenhum dos casos se deu.