Nave espacial americana será baseada na Orion

 

WASHINGTON - A Nasa informou nesta terça-feira que a nova nave americana dedicada a levar humanos ao espaço, encomendada à Lockheed Martin Corporation, será baseada na cápsula Orion.

O diretor da Nasa Charles Bolden revelou que os desenhos da Orion serão utilizados para se criar o futuro Veículo de Tripulação de Usos Múltiplos (MPCV, sigla em inglês), que algum dia será montado sobre um foguete para levar exploradores a um asteróide ou a Marte.

"Estamos comprometidos com a exploração humana além da órbita baixa terrestre e temos muita vontade de desenvolver a próxima geração de sistemas que nos levem até lá", disse Bolden em um comunicado.

A cápsula Orion, inicialmente desenhada para levar astronautas à Lua, é o único elemento do programa Constellation que não foi anulado pelo presidente americano, Barack Obama, no ano passado.

Bolden explicou que "o orçamento da Nasa estipula claramente que o transporte de astronautas à Estação Espacial Internacional será entregue a longo prazo aos sócios do setor privado, o que permitirá à agência espacial se concentrar na exploração do espaço profundo".

Deste modo, a Lockheed Martin Corporation seguirá trabalhando na cápsula espacial que poderá levar até quatro astronautas em missões de 21 dias no espaço profundo.

A cápsula pesará 23 toneladas e será dez vezes mais segura no lançamento e no retorno à atmosfera que suas antecessoras.

O ônibus espacial Challenger explodiu em 1986, durante o lançamento, e o Columbia se desintegrou em 2003, ao retornar à atmosfera terrestre.

Ainda não há uma data fixada para o lançamento da nova nave ou estimativa sobre o custo final do projeto, destacou Douglas Cooke, um dos responsáveis da Direção de Sistemas de Exploração Espacial da Nasa.

"A esta altura não temos uma data específica, mas com relação à exploração do espaço profundo, esperamos ter voos tripulados nesta década. Obviamente, não sabemos exatamente quando, mas será o mais cedo possível".