Pesquisadores tentam descobrir identidade real da Mona Lisa

ROMA - Pesquisadores italianos planejam exumar ossos enterrados em um convento de Florença para tentar identificar uma mulher que pode ter sido a modelo para o mais famoso quadro de Leonardo da Vinci, a Mona Lisa. As informações são do jornal britânico The Guardian.

O mistério sobre a identidade da Mona Lisa há séculos promove criações de teorias e lendas por parte de estudiosos e amantes das artes.

O projeto planeja localizar os restos mortais de Lisa Gherardini, esposa de um rico mercador de seda chamado Francesco del Giocondo. Tradicionalmente, Gherardini é ligada à pintura de Da Vinci como sendo a modelo na Itália, a pintura é conhecida como La Gioconda.

O biógrafo e artista Giorgio Vasari chegou a escrever ainda no século 16 que Da Vinci pintou a Mona Lisa com base na esposa de Giocondo. Gherardini nasceu em 1479 e morreu, provavelmente, no ano de 1542 -seu corpo teria sido enterrado no Convento de Santa Ursula, em Florença. É neste local que as escavações começarão no final deste mês, segundo o historiador Silvano Vinceti, líder do projeto.

Os pesquisadores pretendem usar técnicas forenses avançadas para tentar reconstruir o rosto de Gherardini a partir dos ossos.