A novela da "mansão fantasma" que Jobs quer demolir

 

A novela da mansão histórica Jackling House, comprada pelo CEO da Apple, Steve Jobs, em 1984, parece estar entrando em seus últimos capítulos. Há quase dez anos o executivo tenta demolir a casa, o que resultou em uma batalha contra preservacionistas que queriam salvar a mansão por causa do seu legado histórico.

A demolição foi autorizada pela Justiça após anos de tentativas, e a casa começou a vir abaixo neste mês. A mansão, que fica em Woodside, na Califórnia, é um exemplar arquitetônico do ressurgimento do estilo Colonial Espanhol nos Estados Unidos. O casarão tem 14 quartos, mais de 1,6 mil m² e foi construído em 1925 pelo então milionário da indústria do cobre Daniel Jackling.

Jobs morou no local com a família entre as décadas de 80 e 90, mas decidiu construir uma residência menor e mais moderna em seu lugar. Durante todos esses anos de brigas na Justiça, a casa ficou completamente abandonada. O grupo que é contra a demolição da residência alega que ainda não se esgotaram os recursos para a preservação da propriedade, mas Jobs afirma que seriam necessários US$ 13,3 milhões para restaurar a casa, mais de US$ 5 milhões além do necessário para construir uma nova.