Litoral de SP teve mais de 8 mil casos de diarreia em um mês

SÃO PAULO - A Baixada Santista, no litoral de São Paulo, teve pelo menos 8.783 casos confirmados de diarreia em janeiro deste ano, segundo dados repassados à Secretaria Estadual de Saúde pelas prefeituras de Santos, Guarujá, Bertioga, Cubatão, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe.

Porém, o número pode ser ainda maior porque não há prazo para repassar os dados à secretaria, podendo haver casos de janeiro que ainda não foram informados. As informações são da Folha de S. Paulo.

No ano passado, quando também houve surto da doença na região, a Baixada Santista registrou 8.941 casos no mesmo período. A Secretaria Estadual da Saúde disse que o agente causador do surto ainda não é conhecido, pois o resultado dos exames não ficou pronto.

O elevado número de casos da doença pode estar associado a uma bactéria (transmitida por alimento ou água) ou por um vírus (transmitido pelo ar). Os sintomas do surto são, além da diarreia, vômitos, dores abdominais e, em alguns casos, febre.