Londrina decreta emergência por causa da dengue

LONDRINA - O município paranaense de Londrina, a 369 km de Curitiba, decretou situação de emergência no início da noite de segunda-feira diante do número de casos de dengue na cidade, que tem pouco mais de 500 mil habitantes. Desde o início do ano, já houve a confirmação de 144 pessoas contaminadas, e há mais 1,1 mil casos suspeitos, que aguardam o resultado dos exames.

De acordo com a prefeitura, o decreto é um alerta epidemiológico, já que a cidade vem enfrentando dificuldades para combater os focos do mosquito transmissor da doença. "É uma resposta aos problemas que estamos enfrentando. A carência de recursos humanos e materiais pede que decretamos o estado de emergência. Não podemos ficar de mãos atadas. É um alerta à comunidade sobre a ameaça que a dengue representa", declarou o prefeito, Barbosa Neto.

A expectativa é de que o município passe a ter mais autonomia para a compra de novos equipamentos, usados no combate ao aedes aegypti. Além disso, os agentes de saúde terão mais liberdade para inspecionar as casas à procura de focos do mosquito, podendo entrar nos imóveis mesmo que os moradores não autorizem. Quem impedir a entrada dos agentes poderá ser responsabilizado criminalmente por desobediência.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o Paraná já confirmou 390 casos de dengue, sendo que Londrina é a segunda cidade com maior concentração de casos no Estado. Em primeiro lugar, aparece a pequena cidade de Jacarezinho, também no norte do estado, com 197 casos.