Serviço público precisa ser universal, diz assessor do governo

São Paulo - O assessor especial da Presidência da República, César Alvarez, palestrou brevemente nesta sexta-feira, na Campus Party, em São Paulo. No maior encontro geek do planeta, Alavarez assumiu que o serviço público precisa ser mais universal e defendeu a inclusão digital.

Alvarez pediu que os cidadãos participem ativamente do processo de digitalização do serviço público, principalmente no campos das ideias. "É importante fazer eventos que gerem desafios constantes para o governo, como a Campus Party. É necessário que, pela internet, os serviços públicos de qualidade sejam universalizados e atendam a todos", opinou o assessor, que tem uma longa batalha para a inclusão digital no governo federal.

Ainda segundo ele, para que a visão de dois brasis seja extinta, ou, ao menos, minimizada, existe uma série de fatores que precisam ser trabalhados de maneira mais eficaz. Pela utilização da internet, é possível agilizar os processos dos seviços públicos, aumentar a qualidade deles e estimular o próprio funcionário público.

De acordo com Alvarez, é preciso mudar a visão do uso da rede para questões e empregabilidade e começar a enxergá-la como uma oportunidade para melhorar a sociedade. "Não importa se uma casa tem 1 Mb ou 10 Mb de conexão. É o cidadão que possui as ferramentas que lhe dão o poder para revolucionar", afirmou.

Campus Party Brasil 2011

Nascida na Europa, em 1997, a Campus Party é um dos maiores eventos de tecnologia, entretenimento e cultura digital do mundo que, em 2011, chega a sua quarta edição brasileira. Além do Brasil, são tradicionais os encontros realizados na Espanha, na Colômbia e no México. A Campus Party Brasil acontece de 17 a 23 de janeiro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo (SP).

Para este ano, são esperados mais de 6,8 mil participantes - ou campuseiros - sendo que dentre esses, mais de 4,5 mil ficam acampados no local. Além de atividades como oficinas e exposições, a Campus Party Brasil 2011 terá inúmeras palestras. Entre os confirmados, estão o ex-vice-presidente dos EUA, Al Gore, Tim Berners-Lee, pai da "WWW", e Jon Maddog Hall, presidente da Linux International, e muitos outros.