Nobel: China censura busca por palavras 'cadeira vazia' e 'Oslo'

 

As palavras "cadeira vazia" e "Oslo" foram censuradas nesta sexta-feira nos sites de busca da China. O fato ocorreu poucas horas antes da entrega simbólica do prêmio Nobel da Paz ao dissidente Liu Xiaobo, que será representado por um assento desocupado.

Uma única tentativa de escrever no portal Renren, um equivalente local do Facebook, as palavras-chaves "cadeira vazia", "banco vazio" ou "Oslo" basta para perceber a vigilância: o resultado é imediatamente bloqueado e a mensagem "conteúdo proibido" aparece na tela. Na página Netease, ferramenta semelhante ao Twitter, o mesmo ocorria.

As autoridades chinesas estão fazendo de tudo para tentar impedir que a população do país receba informações sobre a cerimônia em Oslo. Além das ações na internet, canais de televisão também foram impedidos de veícular notícias sobre o evento.