Número de viciados em crack no Rio assusta pesquisadores

Número dos que consomem a pedra subiu de 19% em 2007 para 70% no ano passado

 

Um estudo feito pela Fiocruz e financiado pelo Ministério da Saúde mostra que a quantidade de usuários de crack no estado do Rio de Janeiro quase quadruplicou no período de dois anos. Os dados da pesquisa, que só será publicada no ano que vem, foram coletados entre 2007 e 2009 e elevaram a preocupação com o  crescimento do uso dessa droga pesada no Rio. 

– Comparamos resultados de um estudo  que fizemos aqui na Fiocruz, em 2007, encomendado pela Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, com um outro, financiado pelo Ministério da Saúde e realizado em 2009 – explica Neilaine Bertoni, pesquisadora da Fiocruz. – Nesse período, a porcentagem de usuários de drogas pesadas que consumiam crack pulou de 19% para 70% no Rio de Janeiro. Mandamos os resultados para o ministério, que ainda vai fazer a revisão.