Google alerta para "aprisionamento" de dados no Facebook

SÃO PAULO - O Google deu mais um passo na batalha que trava com o Facebook pelo acesso às informações dos internautas. Depois de bloquear o acesso do Facebook aos dados de contato dos usuários do Gmail e do Facebook, o Google agora está alertando os usuários para o "aprisionamento de dados" no Facebook.

A mensagem do Google, intitulada "Aprisione meus contatos agora", alerta os usuários, antes da realização do download dos contatos, que o Facebook "não permite do mesma maneira que você exporte seus dados para outros serviços, travando os seus dados de contatos e amigos que na verdade lhe pertencem". O Google diz ainda que discorda do protecionismo de dados do Facebook mas que quem tem que ter controle sobre os dados é o próprio usuário.

A mensagem dá ao usuário a opção de "registrar uma reclamação sobre protecionismo de dados". Para quem quiser continuar com a exportação, o Google reforça o alerta, e afirma que "que uma vez que as informações foram importadas para o outro serviço, esse serviço pode não me permitir exportá-las de volta".

A guerra pelos dados

O Facebook, que conta com mais de 500 milhões de usuários, depende de serviços de e-mail como o Gmail para ajudar novos usuários a encontrar amigos na rede social. O Google proibiu o acesso do Facebook a esses dados na semana passada, alegando que a empresa não era "recíproca", impedindo o acesso do Google a certos tipos de informações. "Não permitiremos mais que sites automatizem a importação de Google Contacts, a não ser que permitam exportação semelhante para outros sites", disse o Google em comunicado.

O contra-ataque do Google veio depois que o Facebook aproveitou um recurso do Google que permite que os usuários baixem seus próprios dados e furou a restrição. Um link direto no site do Facebook permite o download das informações e o upload na rede social.