Preocupação com superbactéria é excessiva, dizem cientistas

A Secretaria de Saúde de Pernambuco confirmou, na tarde da última terça-feira, a primeira morte de paciente infectado pela bactéria Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase (KPC).  A KPC é um mecanismo de resistência de bactérias que surgiu devido ao uso excessivo de antibióticos.

Até outubro desse ano, o Ceará identificou 150 suspeitas de casos de pessoas contaminadas pela bactéria. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no período de um ano, Minas Gerais registrou 12 casos. No Distrito Federal, a Secretaria de Saúde tinha confirmado, até a última quinta, 18 mortes. Os números são alarmantes, mas mesmo assim, especialistas dizem que não há motivos para que a população se preocupe com a então chamada superbactéria.

>> Leia a reportagem completa no JB Digital