Mamíferos têm mesmo número de vértebras cervicais, exceto por preguiças

Quase todos os mamíferos, do rato à girafa, passando pelo homem, têm sete vértebras cervicais, exceto pela preguiça, com dez vértebras, revela um estudo divulgado nesta segunda-feira nos Estados Unidos.

Estes mamíferos são realmente únicos, já que os vários tipos de preguiça têm exatamente o mesmo número de vértebras no pescoço, destacam os cientistas.

Ao contrário dos mamíferos, aves e lagartos apresentam grande variedade no número de vértebras cervicais, e um cisne pode ter até o dobro de vértebras de um pardal.

Pesquisadores da Universidade de Cambridge examinaram o desenvolvimento dos ossos da coluna vertebral, das extremidades e do peito da preguiça e concluíram que estes animais desenvolveram um esqueleto único do pescoço.

Após analisar o desenvolvimento da coluna vertebral nas preguiças, os cientistas descobriram que a parte do esqueleto que durante muito tempo se acreditou ser a caixa toráxica destes animais é, de fato, análogo à parte inferior do pescoço.

Em outras palavras, as vértebras da parte inferior do pescoço das preguiças têm sequência similar às vértebras da caixa toráxica superior dos demais mamíferos.

A pesquisa, publicada nesta segunda-feira no Proceedings of the National Acadamey of Sciences, revela que as vétebras do "pescoço" inferior das preguiças se desenvolveram como as vértebras das caixas toráxicas dos outros mamíferos, mas só que sem as costelas.