Doutores ingleses querem que sejam vendidos remédios anticolesterol em redes de fast food

 

Médicos ingleses desenvolveram uma proposta para que as redes de fast food vendam em suas lanchonetes, comprimidos para evitar o colesterol.

A idéia dos doutores é diminuir pela metade o crescimento dos problemas 

cardiovasculares na população, mas medida está causando polêmica em todo o país, já que a venda do medicamento seria feita ao mesmo tempo que o consumidor receberia o seu lanche, o que não agradou aos consumidores.

De acordo com os pesquisadores a substância de estatina, que é usada para reduzir os níves de colesterol na corrente sanguínea, chegaria ao valor de apenas R$ 0,15, mas o que na visão de alguns cardiologistas não representa a solução correta para o problema. Segundo a avaliação deles, seria um crescimento da prática de consumir remédios sem prescrições médicas.