Cientistas implantam com êxito células da visão em ratos cegos

Equipe de cientistas da Universidade London College transplantou células cone da retina, vitais para se enxergar cores, para um rato cego. A ideia dos cientistas é utilizar células-tronco transformadas em cone para transplantá-las e restaurar a visão de um paciente humano. As informações são do site da revista New Scientist. Os cientistas extraíram células tronco dos olhos de um feto de rato. Foram selecionadas aquelas que tiveram um gene capaz de transformá-las em células da visão ativado. Foram injetadas 200 mil células tronco isoladas em cada olho do rato, em um espaço localizado entre uma camada de células sensitivas à luz na retina e um tecido epitelial uma camada acima. Após 21 dias, as novas células se posicionaram na camada fotorreceptora e se tornaram células cone. "É um trabalho excitante e deverá se tornar um grande caminho para a capacidade de se restaurar fotorreceptores perdidos em pacientes que são cegos", disse Robert Lanza, cientista da Companhia de Tecnologia Avançada em Células, participante do experimento.