Estado de Israel compra conta do Twitter '@israel' de operador pornô

Agência AFP

JERUSALÉM - O Estado de Israel confirmou a compra da conta @israel no serviço de microblog Twitter, que pertencia ao operador de um site pornográfico de Miami.

Paul Hirschson, cônsul geral de Israel em Miami, disse à AFP que o governo israelense já tinha a intenção de obter a conta @israel do então proprietário, que se chama Israel Melendez.

"Depois que decidimos usar o nome Israel em nossa conta do Twitter, começamos a procurar quem tinha registrado o nome", explicou o diplomata.

Melendez opera um site pornográfico, mas Hirschson afirmou que não é importante saber quem ele é e para que usava a conta. "Precisamos ter o nome Israel porque somos o Estado de Israel".

"O fato de que este homem possui outras atividades não era de nosso conhecimento", acrescentou. O preço pago pelos israelenses pela conta não foi divulgado, mas Hirschson indicou ter sido um valor razoável.

"Ele disse que gostaria de levar a mulher e os filhos para um bom jantar em um bom restaurante", comentou Hirschson.

Melendez contou ao jornal The New York Times que sua conta no Twitter era alvo constante de comentários anti-semitas. "Eu basicamente não usava minha conta, porque recebia dúzias de mensagens todos os dias de pessoas que achavam que a conta pertencia ao Estado de Israel", explicou.