Filhote de leopardo raro passa por exames médicos na Alemanha

Portal Terra

BERLIM - Um filhote de Leopardo-de-Amur passa por exames médicos no zoológico de Hodenhagen, na Alemanha. Segundo informações da agência EFE, este tipo de leopardo, de pele negra, é extremamente raro. A espécie está ameaçada de extinção, restam somente cerca de 35 exemplares soltos na natureza.

O felino habita as florestas da Rússia, China e Coréia do Norte, mas a caça ilegal, o desmatamento e outras atividades humanas limitaram seu habitat a uma área de 400 mil hectares nas florestas ao redor do lago Jasan, em Primorie, informou a WWF.

Os leopardos com a pelagem negra são conhecidos como melanísticos, termo que deriva da palavra "melanina", um pigmento colorido escuro da pele e do cabelo. Mais comuns em florestas densas do Sudeste Asiático, constituem uma variação individual e não uma espécie ou subespécie distinta.

Segundo informação da organização WWF, acredita-se que a coloração escura seja uma camuflagem perfeita no interior das florestas em condições onde há pouca luz solar, o que pode ser uma grande vantagem na hora da caça.