Sociedade de Reumatologia do Rio inicia campanha de alerta à doença

JB Online

RIO DE JANEIRO - O reumatismo nome que pode ser atribuído a mais de 100 diferentes doenças osteomusculares e do tecido conjuntivo - é uma das principais causas de afastamento do trabalho por mais de 15 dias consecutivos e pode levar à incapacidade física se não diagnosticada e tratada corretamente.

Nos dias 6 e 7, o assunto será debatido durante o seminário ReumaRio, para médicos; no dia 9 de agosto, médicos e pacientes estarão de plantão na Estação Siqueira Campos do Metrô, das 9h às 19h, para conversar a população sobre os reumatismos. A campanha no Metrô vai até 13 de agosto e tem apoio do GRUPARJ Grupo de Pacientes Artríticos do Rio de Janeiro.

Dores nas juntas dos punhos pode ser sintoma de uma simples tendinite, de um problema da coluna ou até de artrite reumatóide, doença que acomete as articulações e que pode causar deformidades físicas e incapacidade funcional até para atividades rotineiras, como fechar o botão de uma blusa. A dor na coluna que afeta cerca de 80% da população - pode ser resultado de um simples mau jeito , mas também sintoma de uma espondiloartropatia e artrite psoriásica doenças crônicas de origem ainda desconhecida e altamente incapacitantes. Em comum, todas fazem parte do grupo de mais de 100 doenças chamadas de reumáticas, que comprometem ossos, cartilagens, articulações e músculo, mas a maioria pode apresentar o mesmo sintoma inicial dor e inflamação nas juntas persistentes.

Com o objetivo de alertar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e correto dos reumatismos , a Sociedade de Reumatologia do Rio de Janeiro, lança, no próximo dia 9 de agosto, na estação Siqueira Campos do Metrô, a campanha Reumatismo é Coisa Séria, com distribuição de materiais informativos, para esclarecer mitos, tais como:

· Reumatismo N O é doença de velho Boa parte das doenças reumáticas atinge pessoas de todas as idades, incluindo jovens e crianças.

· Reumatismo N O é sazonal. Embora o frio, em alguns casos, possa aumentar os sintomas, as doenças reumáticas não pioram ou surgem nos dias mais frios. Ocorrem em qualquer época do ano, em diferentes climas, em ambos os sexos apesar da maioria afetar mais mulheres do que homens.

· Reumatismo Tem tratamento Apesar de doença crônica (assim como o diabetes e hipertensão doenças bem conhecidas do público), muitas vezes sem cura definitiva, o reumatismo tem tratamento que pode melhorar e restabelecer a qualidade de vida do paciente.

Na maioria dos casos, o sucesso de um caso depende do diagnóstico precoce e adoção rápida do tratamento adequado. O diagnóstico precoce pode ser a diferença entre um estilo de vida normal e produtiva e uma vida com limitações e incapacidade funcional , afirma Dr. Reno Coelho, presidente da Sociedade de Reumatologia do Rio de Janeiro.

O público poderá informar-se sobre os especialistas e serviços públicos com atendimento em reumatologia pelo site www.de sua região pelos sites www.reumatorj.com.br; www.reumatologia.com.br e www.gruparj.org.br.

Estudos indicam que o diagnóstico correto e o inicio do tratamento adequado podem demorar de 3 a 4 anos após o surgimento dos primeiros sinais, já que os sintomas podem ser confundidos com outras doenças. Segundo os médicos, os principais sinais são dor e inchaço persistentes nas juntas (sem histórico de trauma). O diagnóstico é feito a partir do histórico clínico do paciente, exames de raios-X e sangue.

(Informações da Assessoria de Imprensa)