Carne vermelha pode aumentar risco de doença cardíaca em mulheres

Portal Terra

DA REDAÇ O - Às fãs de carne vermelha, uma má notícia. Comê-la duas vezes ao dia pode aumentar o risco de doenças cardíacas em mulheres, de acordo com um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard, dos Estados Unidos.

A equipe analisou a dieta de 84.136 pessoas do sexo feminino de 30 a 55 anos, entre 1980 e 2006. As participantes preencheram um questionário apontando com que frequência ingeriam 116 diferentes itens alimentares. Durante o período do trabalho, 2.210 sofreram ataques cardíacos não-fatais e 952 morreram de patologia coronariana.

A pesquisa descobriu que as voluntárias que ingeriam duas porções de carne vermelha (fresca ou processada) por dia eram 30% mais propensas a sofrer problemas no coração do que as que saboreavam apenas a metade. Substituir a iguaria por nozes mostrou reduzir a chance de enfermidades do coração em 30%; por peixe, em 24%; por ave, em 19%.

A nutricionista Marek Doyle comentou as conclusões ao jornal Daily Mail. Afirmou que evitar totalmente a carne vermelha priva a pessoa de uma fonte rica de proteínas e ferro. Além disso, apontou que há uma grande diferença entre o produto fresco e processado, sendo o segundo menos saudável.