Nova tecnologia promete câmeras 4 vezes mais potentes

Portal Terra

DA REDAÇÃO - A empresa americana InVisage Technologies, da Califórnia, anunciou ter desenvolvido um sensor de imagem usando pontos quânticos, minúsculos buracos em nanocristais semicondutores.

A maioria das câmeras atualmente utiliza um sensor chamado Dispositivo de Carga Acoplada (CCD, na sigla em inglês) ou um sensor com Semicondutor Metal-Óxido Complementar (CMOS). Mas, De acordo com a o que disse o executivo-chefe da InVisage, Jess Lee, à Wired, os sensores de imagens de silicone atuais só conseguem absorver 50% da luz.

Substituir o silicone pelos pontos quânticos poderá revolucionar as câmeras. Segundo Lee, os fabricantes poderão produzir equipamentos capazes de absorver 90% da luz.

Nos últimos anos fabricantes de câmeras usaram os megapixels como medida da evolução das câmeras, mas - lembra a Wired - não são estes, e sim a capacidade dos sensores de capturar luz o verdadeiro avanço. Sensores menores costumam significar menos sensibilidade para cada pixel, o que se traduz em fotos com menos qualidade.

Lee promete que as câmeras com sensores de pontos quânticos não irão custar mais do que as tradicionais. Fabricantes de celulares começarão a testar a nova tecnologia no final do ano. Os sensores deverão estar nos telefones somente a partir de 2011.